Uma greve, várias lições. A greve das universidades federais

  • Marcelo Badaró Mattos Universidade Federal Fluminense
Palabras clave: movimentos magisteriais, universidades, ensino superior, Brasil

Resumen

O artigo traça uma sintética análise da greve de 120 dias dos docentes das Universidades Federais brasileiras, ocorrida em 2012. É conferida ênfase à discussão sobre os projetos governamentais para a educação superior no Brasil atual e a greve é tratada como um enfrentamento que teve como alvo principal justamente a degradação das condições de trabalho docente decorrentes desses projetos. Ao fim, é feita uma avaliação de alguns aspectos do impacto da greve na conjuntura.

Biografía del autor/a

Marcelo Badaró Mattos, Universidade Federal Fluminense
Doctor en História por la Universidad Federal Fluminense. Profesor titular de Historia de Brasil en la Universidad Federal Fluminense. Temas de investigación: historia del trabajo y el sindicalismo; teoría de la historia; historia de las organizaciones de izquierda.
Publicado
2013-05-31
Cómo citar
Mattos, M. (2013). Uma greve, várias lições. A greve das universidades federais. Revista Iberoamericana De Educación Superior, 4(10). https://doi.org/10.22201/iisue.20072872e.2013.10.95
Sección
Resonancias